Prashant Iyengar em aula de Sirsasana na Corda e Supta Badhakonasana

Feche seus olhos e aquiete-se, coloque o almofadão ao longo da coluna. Você fará alguns exercícios pranicos. De forma pensada exale e esvazie vários segmentos tais como a pelve, região gástrica, e abdômen. Evacue o cérebro, a face e deixe sair essas partes todas com a exalação. Aprendam a exalar na cabeça, cérebro e órgãos de sentidos. Aprenda a exalar na face, olhos, garganta, ombros, diafragma, pelve e períneo. A cada 3ª e 4ª exalação condicione essa exalação a um ponto focal, a sua exalação deve convergir a esse ponto. Aprenda a focar em uma parte e exale, faca exalação gástrica com o esvaziamento. Faca inalação torácica ejetando ar e expandindo o peito. Algumas vezes inale com forca e às vezes exale com mais forca. Leve adiante os maneirismos orgânicos. Você e solicitado a identificar o que ocorre na pelve, órgãos gástricos e órgãos torácicos. Identifique a cavidade vocal, oral, e o cérebro. Veja se você consegue fazer exalações e inalações pelo monte anal. Para os que estão nas cordas a gravidade vai ajudar, use as suas mãos para puxar o corpo. Estenda com as inalações e depois das inalações ou com e depois das exalações. Não deixe que somente esqueleto, músculos alonguem-se tente tocar o corpo orgânico contraindo, ejetando, comprimindo, descomprimindo, dilatando, e distendendo. Existem varias formas de exalação e algumas partes devem ficar relaxadas. Relaxe de forma extravagante, supérflua, aprenda a relaxar e a se pacificar extravagantemente. Quando inalar, inale penteando a região gástrica, a pelve e outras partes. Assim como você usa o pente para seu cabelo use a respiração para pentear os órgãos internos. De vez em quando inale prenda a respiração e contraia a pelve e períneo trabalhando para o ashwini mudra. No final exale prenda a respiração e contraia o monte anal. Os que estão no Sirsasna nas cordas podem inalar ao invés de alongar. Mesmo se você fizer um esforço brando você poderá inalar mais e mais e será um excelente exercício para o diafragma. Você precisa identificar o maneirismo da pelve, região gástrica e torácica. Você deve exercitar essas áreas alongando-as, abrindo-as, e relaxando-as. Quando você ativa as costelas flutuantes no asana não e tão somente a ativação das costela flutuantes, mas nessa dinâmica você deve tocar a cabeça dos órgãos abdominais que vem nessa latitude. Trocar as posturas: quem esta nas cordas vai para Bhadakonasan e vice versa. Aprenda a inalação do monte anal e exalação do mesmo. Inale suma sucção como uma bomba de sucção. Limpe os órgãos tubulares com essa inalação. De vez em quando exale e prenda a respiração, desinflando, contraindo, espremendo e segurando. A cada 3ª e 4ª respiração exale inale exale e com a retenção penteie uma vez mais o corpo: ou com a exalação seguida de inalação penteio o corpo. Use as ancoras de sua percepção e penteie a pelve e região gástrica. Tente ensinar a exalação desde a bexiga ao canal da urina. Você deve saber o maneirismo das posturas para poder executá-las nas inalações e exalações. Quais são os maneirismos da pelve no sirsasana nas cordas? Quais são os maneirismos em Supta badhakonasana? Quais os maneirismos da pelve, região gástrica, torácica em cada postura? Quando você precisa alongar, abrir, expandir faca com qualidade. Faca de forma integra mais e mais, alongue no asana sua respiração, seu poder de vontade e ative seus órgãos internamente. A costa não fica largada no almofadão em Supta Baddhakonasana, ficam ativas. Sugue as suas costas conforme você inala e sugue as suas costas quando você exala de forma consciente, a tenta. Entenda o conceito do que esta sendo feito. Durante a permanecia elimine as tensões, durezas, na mente, cérebro e corpo. Mesmo nesses ciclos você deve descarregar e deixar ir via exalações a parte presa do corpo mente e sentidos. Exalem nos olhos, ouvidos, boca, garganta e têmporas. Enquanto você trabalha ative muscularamente e também os órgãos. O efeito será orgânico se você inalar e exalar de forma apropriada. Inalar e exalar com as apropriadas ações e forcas internas. Isso e o que precisa-se saber para obtermos os exercícios de Pranayamas acontecendo de forma correta.