Sequência para escoliose dada por Gurujii a Marcia Monroe

Princípios

  • Você precisa saber sobre a sua escoliose para trabalhar com esta seqüência. Uma vez que você saiba como trabalhar com os dois lados da sua coluna em posturas simples, você pode aplicar os princípios em posturas mais complexas.
  • Cada escoliose é diferente e cada pessoa requer ajustes especiais e modificações.
  • Trabalhe com um professor qualificado
A seguir temos uma sequência que não é tradicional e não é para iniciantes. Ela descreve como Guruji me ensinou certo grupo de asanas durante uma prática pessoal. Os ensinamentos foram direcionados para minha escoliose específica (a curva primária e maior é no lado direito da coluna vertebral torácica com subcurvas  subjacentes na lombar esquerda e na torácica esquerda superior, com discos saudáveis ​​e com condições nas vértebras). As maiores convexidades estão na caixa torácica superior posterior direita (costela corcunda) e na costela esquerda anterior inferior, e as maiores concavidades estão na parte superior esquerda do tórax e (discretamente) na região lombar direita. Os ensinamentos de Guruji naquele dia em particular incorporaram os princípios de como trabalhar com escoliose abordando as várias dimensões da coluna assimétrica. Os asanas a seguir não são recomendados para qualquer patologia da coluna ou músculo-esquelética, tais como dor nas costas, de fusão espinhal, osteopenia, osteoporose, osteoartrite e doenças como degeneração de disco e hérnia. Mesmo com uma escoliose funcional e aprovação médica e acompanhamento são recomendados. Aqui vou oferecer algumas sugestões para modificações e sugestões com base na minha experiência. O mais importante é não forçar ou ir demais em qualquer posição.

Urdhva Hastasana em Tadasana

  • Pressione mais com o calcanhar interno do pé direito e levante o braço direito interno. A partir do levantamento do braço direito interno trazer a caixa torácica convexa e levante o peito.
  • Pressione o calcanhar externo esquerdo para levantar o colapso do arco e levante o braço esquerdo externo para espalhar as costelas côncavas.
  • Desde a mente gire a virilha de dentro para fora, mais na perna direita (ou do lado convexo).

Janu Sirsasana (lado direito)

Material: duas esteiras e uma parede Nota: Um ou mais cintos em torno das escápulas vai ajudar a alinhar e estabilizar as lâminas em toda esta sequência. Um professor qualificado será capaz de ajudar com a colocação dos cintos. Os cintos não devem ser demasiado apertados, pois isto restringiria a respiração e comprimir o peito. Sentado no chão o joelho direito toca uma parede e a perna esquerda fica estendida. Duas esteiras enroladas são colocadas sobre a coxa superior da perna esquerda, no espaço entre a virilha e cintura para suportar a costela  central esquerda convexa. O joelho direito cria um ponto de apoio a partir do qual os dois lados do tronco se estendem, a mão esquerda está na parte externa do quadril esquerdo e a mão direita agarra a coxa exterma esquerda. Levante e estenda ambos os lados do tronco e incline ligeiramente a caixa torácica do lado direito na direção esquerda e gire para a perna esquerda. Estenda o tronco e coloque o braço direito para baixo em um ângulo perpendicular ao joelho esquerdo, movendo as escápulas para dentro. Vire a cabeça e mova a orelha direita em direção ao braço direito, como em uma ação de parivrtta. Gradualmente, estenda o braço direito, enquanto a orelha direita vai em direção ao joelho esquerdo. Pressione a mão esquerda e leve as costelas frontais esquerdas para trás e espalhe as costelas esquerdas côncavas enquanto as costelas convexas se movem pra dentro e giram para o lado esquerdo. Respire nas áreas côncavas ou nas áreas que em que sinta restrição. Antes de fazer janu sirsasana no lado esquerdo, fazer:

Paschimottanasana

Material: uma placa, três esteiras enroladas Coloque duas esteiras enroladas em cima da perna esquerda e uma não totalmente enrolada em cima da perna direita. A esteira que está sobre a perna direita só deve ser espessa o suficiente para preencher o espaço criado pela concavidade lombar direita. As mãos seguram uma prancha posicionada nos calcanhares e os cotovelos são levantados, o cotovelo direito levanta mais alto para alinhar a prostração (alongamento para frente) do ombro. Estenda as laterais das costelas e o diafragma para frente e a parte superior do peito na direção da perna. O queixo para cima para extender e abrir a torácica anterior e para reduzir a forma de domo causada pelo desvio.

Janu Sirsasana (Lado Esquerdo)

Material: um tapete, parede Joelho esquerdo toca na parede e a perna direita estendida. Um tapete muito fina enrolado sobre a coxa direita para suportar o colapso da concavidade lombar direita. O braço direito está dobrado com a mão direita no chão ao lado do quadril externo direito, a mão esquerda agarra a parte externa da coxa direita. Levante e estenda ambos os lados do tronco e gire-o em direção à perna direita. Amplie as costelas esquerdas inclinando ligeiramente para o lado esquerdo, estenda o tronco para frente e coloque o antebraço esquerdo para baixo em um ângulo perpendicular ao joelho direito, como em uma ação Parivrtta, vire a cabeça e solte a orelha esquerda na direção do braço esquerdo. Aos poucos, estenda o braço esquerdo e solte a orelha esquerda em direção ao joelho direito. Amplie e gire ambos os lados do tronco. Para este lado da pose, é necessário menos rotação. Em vez disso mova as costelas convexas do lado direito para dentro em direção ao lado esquerdo e estenda a espinha torácica anterior. Estenda ambos os braços um pouco na diagonal para a direita para dar mais estabilidade para as costelas direitas e para abrir a frente do peito. Sugestão de modificações: As seguintes modificações podem ser feitas, dependendo da condição do indivíduo e com a aprovação médica. Para os iniciantes, aumentar a altura usando uma cadeira ou blocos próximos à perna estendida para apoiar as mãos, e se concentre em uma boa extensão / alongamento. Fique apenas em uma fase côncava com uma rotação muito suave, e se necessário use altura adicional para as nádegas e braços.

Extensão lateral e Torções

Dicas para torções: Cada lado da escoliose precisa de uma modificação. Concentre-se no  aterramento da bacia já que um dos lados pode receber mais peso, e foque em uma boa extensão de ambos os lados do tronco e da coluna vertebral. Eleve ambos os lados do tronco antes da rotação. Gire a partir dos órgãos e dos músculos abdominais para prevenir tensão na coluna vertebral. Quando torcer para ambos os lados, levante e incline as costelas convexas para o lado côncavo em um movimento de deslocamento lateral. Levantar a partir das costelas flutuantes, e mover as costelas para longe da pélvis. Não empurrar ou forçar a torção. Use a respiração para guiar o movimento. Evite qualquer torção excessiva se isso agrava as concavidades ou convexidades. Um professor qualificado será capaz de ver isso e ajudar o aluno. Em vez disso dar a ambos os lados do tronco um alongamento bom, aumenta a estabilidade da coluna vertebral, e trabalha com a correção das costelas. Desbloqueie os olhos para girar a coluna em seu eixo. Nota: As posturas a seguir não são para iniciantes, ou qualquer pessoa com patologias da coluna vertebral, incluindo a fusão espinhal. Trabalhar com um professor qualificado.

Marichyasana III (Classic pose)

Material: Um cobertor, três esteiras Havia assistentes para orientar o movimento através de ajustes manuais. Lado direito: Sente-se em um cobertor dobrado. Estenda a perna esquerda e coloque o calcanhar direito próximo ao períneo. Enraíze e distribua o peso uniformemente em ambos os ísquios. Coloque dois tapetes enrolados na raiz [topo] da coxa direita para ajudar a rotação abdominal para a direita. Levante ambos os lados, incline a partir do lado direito da caixa torácica para o esquerdo e gire o abdômen da esquerda para a direita, o braço esquerdo se move sobre a parte lateral da coxa direita e,  as mãos se agarram atrás das costas. Escápulas para dentro, principalmente no lado convexo. A partir da resistência do rolo mais grosso, gire o abdômen e levante ambos os lados. Olhe para cima e vire a cabeça na medida em que  a parte superior da coluna torácica se abre. Alongue e leve as costelas convexas  para dentro, enquanto as côncavas se ampliam. Lado esquerdo: Para o lado côncavo é um desafio porque é o lado curto e retraído. E para isso eu tinha mãos extras. Eu tinha mãos extras em minhas costelas e abdômen para me mover da direita para a esquerda, e com a ajuda adicional extra eu era capaz de chegar à fase final do asana.

Sugestão para modificações:

1. Aumentar a altura das nádegas (caixa simhasana, almofadões, etc), dobrar o cotovelo sobre o joelho, e usar um bloco para a mão de trás. Utilizar um cinto ao tentar agarrar as mãos. 2. Quando for para o lado côncavo (à esquerda), estender o braço direito para fora (no interior da dobra do cotovelo) sobre a parte externa da coxa esquerda para abrir parte superior da coluna torácica anterior (Light on Yoga 301302). 3.Use uma parede. Sente-se perto de uma parede, e coloque as duas mãos na parede com a mão esquerda e braço mais alto (para o lado direito e esquerdo da pose) para abrir e espalhar as costelas côncavas. Use um fino rolo ou dobre um cobertor no espaço entre a coxa e o tronco. Ter acesso a cordas é ainda melhor para puxar as cordas com as duas mãos e sentir o espaço em ambos os lados.

Ardha Matsyendrasana 1

Material: Um cobertor e três esteiras • Lado direito: Sentando no pé esquerdo com uma manta entre o pé eo ísquios, como em Marichyasana III o tapete enrolado é inserido entre o tronco ea coxa direita. Enraíze e distribua o peso uniformemente entre os ísquios (use pequenas almofadas se necessário), compacte os quadris, levante ambos os lados do tronco e incline desde as  costelas direitas em direção às esquerdas. Alongue e gire o abdômen da esquerda para a direita, enquanto a parte superior do braço esquerdo move-se sobre coxa externa direita e as mãos se fecham atrás das costas. Olhe para cima, inclinar a cabeça ligeiramente para trás e abrir a parte superior da coluna torácica anterior enquanto as costelas convexas movem-se para  dentro. • Lado esquerdo: Como em Marichyasana III, tive mãos extras me ajudando. Eu tinha mãos extras em minhas costelas e abdômen para se moverem da direita para a esquerda, e com a ajuda adicional  eu era capaz de chegar à fase final do asana. Levante as costelas longe da pelve, levante ambos os lados da coluna e levemente  vá da caixa torácica direita para a esquerda. Desloque a escápula direita para dentro e as costelas convexas para dentro em direção à coluna. Levante, ampliar e respirar no lado côncavo.

Sugestão para modificações:

• Sente-se em uma altura (caixa simhasana, reforçar, cobertores), em vez de sentar no  pé, e com as duas mãos na parede trabalhe para a correção das costelas. Cordas também são muito úteis para manter e criar comprimento e corrigir a caixa torácica. Use cinto ao tentar segurar  as mãos • Em ambas as posturas Guruji enfatizou a necessidade de fechar o espaço entre o braço e o joelho externo. Bem como utilizar os olhos para torcer ainda mais.

Kurmasana (primeira fase)

Material: Um tapete, dois blocos • Coloque um bloco sob o lado côncavo (à esquerda) para suportar a costela anterior convexa e as costelas posteriores côncavas, e uma esteira, pequena, enrolada sob a área côncava no lado direito. Estenda os braços para o lado, com os braços sob os joelhos e mãos espalhadas lateralmente. A pele do peito se espalha para os lados em uma extensão horizontal, e o lado convexo vai para dentro e se solta mais baixo em direção ao chão. O queixo é suportado por um bloco fino de EVA, para soltar mais e abrir a espinha torácica anterior e estender o tronco vertical e horizontalmente. Como ambas as mãos pressionam para baixo e os braços se estendem, o peito se espalham e as costelas convexas se movem em direção ao chão e, para dentro, as costelas do lado esquerdo movem para trás e as costelas côncavas sespalham. Ambos os lados estendem e se espalham.

Sugestão para modificação:

Sentar em uma cadeira com os joelhos dobrados afastados,  colocar os braços sob os joelhos e as mãos sobre os blocos para trazer tanto a extensão vertical e horizontal da coluna torácica. Você pode apoiar o peito em uma caixa halasana baixa para apoiar o tronco. Role a carne das nádegas para baixo, pressione os calcanhares para baixo fortemente, ajuste desde as costelas para reduzir a convexidade e alongue ambos os lados da coluna vertebral. Manter o alongamento do pescoço e queixo e olhe para cima para abrir o peito. Use um cobertor dobrado no assento da cadeira para aterrar os ísquios, se necessário.

Savasana

Prop necessário: Um tapete Não houve direção, apenas um sentimento maravilhoso de espaço e serenidade. Sou eternamente grata por todos os ensinamentos de Guruji e compaixão.