Iyengar Yoga ajudou a seleção alemã a ganhar a copa do mundo

Alemanha usou o Iyengar Yoga durante Copa do Mundo O futebol é um esporte fisicamente muito exigente. Os jogadores costumam ter os adutores e flexores dos quadris muito fortes e pouco flexíveis e frequentemente se machucam devido a este fator. Além disso, geralmente há um desequilíbrio no uso das pernas direita e esquerda: a perna que o jogador utiliza para chutar tem flexores do quadril mais fortes e a perna que é mais usada como base tem os glúteos e isquiotibiais mais trabalhados. Isso pode trazer problemas para o quadril e a coluna. O yoga pode contribuir enormemente para o condicionamento dos jogadores de futebol auxiliando no ganho de flexibilidade e equilíbrio do uso dos músculos. Desta forma, contribuindo para que os atletas mantenham um corpo saudável e prevenindo machucados. A selação alemã já usa o yoga como ferramenta para auxiliar no desempenho da equipe há alguns anos. Na reportagem abaixo, publicada originalmente aqui, Patrick Broome, o professor de yoga do time, explica em que aspectos a pratica de yoga ajudou o time na última Copa do Mundo.

O Iyengar Yoga ajudou a seleção alemã a ganhar a copa do mundo?

Guru de yoga do time alemão na última copa conversou com Herald em Ashvem
Exercícios seleção da Alemanha

Fonte: : Foto meetup

Madonna e Sting copiaram as posturas dele e meditaram da maneira que ele os explicou, Mario Gotze, um certo jogador da seleção alemã que fez o gol que levou a Alemanha à vitória na final da Copa do Mundo é seu aluno dedicado junto com muitos jogadores da seleção alemã que decidiram freqüentar suas sessões de Yoga na base de concentração das seleções da Copa no Brasil. Em Goa para participar do India Yoga Festival em Ashwem, o yogi americano Patrick Broome conversou com Herald sobre seu papel na hora de preparar os campeões.       Herald: Como você acha que o Yoga ajudou a seleção alemã durante a Copa do Mundo de 2014? Patrick Broome: O Yoga beneficia o desempenho profissional de um jogador de futebol de diversas maneiras. Para os iniciantes, auxilia a prevenir lesões, pois deixa o corpo mais flexível, ajuda também a criar força nos músculos que não são muito usados. Mas o mais importante é que ele os auxilia a ter mais consciênciano que eles fazem e os ajuda a relaxar. Especialmente em um torneio como a Copa do Mundo, no qual os jogadores, quando saíam do estádio, estavam extremamente nervosos e havia ansiedade no corpo deles. Com uma atmosfera intensa como aquela em uma Copa do Mundo, mesmo se a equipe ganha, há endorfinas no corpo e eu auxilio os jogadores com seqüências fáceis e relaxamento para acalmá-los. Herald: Como foi a experiência de acompanhar a seleção alemã durante a Copa do Mundo? Patrick Broome: Foi incrível! Eu estou com eles há 3 anos e essa foi a minha primeira Copa do Mundo junto da equipe. Antes da última Copa do Mundo, a Alemanha sempre alcançou as quartas de final ou a semi-finais antes de perder para alguma outra equipe, então dessa vez ganhar foi incrível. E foi no Brasil… O que eu posso dizer? Goa me lembra muito o Brasil, principalmente as palmeiras e o clima maravilhoso (risadas). Herald: Qual foi a natureza das sessões de Yoga que você costumava conduzir para a equipe? PatrickBroome: As seções eram voluntárias. Eu costumava comandar aulas diárias para a equipe em uma plataforma de madeira especial com vista para a praia na concentração da seleção alemã no Brasil, em Campo Bahia. Não só os jogadores, mas suas esposas, namoradas e até mesmo os técnicos participavam das sessões. O foco era em alongar a parte de cima do corpo e os quadris, pernas e pés. Alguns dos jogadores apareciam regularmente, enquanto outros variavam a freqüência. Eu fazia uma sessão de uma hora que consistia em sua maioria em mobilizações e movimentos fáceis, além de alongamentos, Iyengar Yoga e então relaxamento profundo e pequenos períodos de meditação. Jogadores como Mario Gotze, Manuel Neuer e MatsHummels compareciam regularmente. Além deles, o outro goleiro, Roman Weidenfeller e o ala direitaBenediktHoewedes apareciam para as sessões todos os dias. Herald: Desde quando você pratica Yoga e como você decidiu fazer isso durante tempo integral? PatrickBroome: A Yoga esteve presente na minha vida pelos últimos 20 anos. Eu sou americano mas eu vivo na Alemanha. Eu estudava Psicologia na Universidade e lá nós fazíamos um pouco de Yoga. Eu fiquei atraído e estudei mais a fundo. Já visitei a Índia muitas vezes e aprendi Yoga ao longo de várias sessões em Rishikesh, Varanasi, Kerala e outras partes do Sul da Índia.