Entrevista com BKS Iyengar para a “Religion and Ethics Newsletter”

LUCKY SEVERSON, convidado anfitrião: Uma das inúmeras formas que as pessoas buscam nesses dias para entrarem em forma e através do yoga. Existem muitas formas, mas a mais ensinada e o Iyengar, denominada por seu idealizador BKS Iyengar. Iyengar profere que e a forma de se unificar corpo, mente e espírito. Kim Lawton reporta: KIM LAWTON: Ele e o homem creditado por ter trazido a yoga ao ocidente e quando esse mestre vem a America ele e recebido como o herói conquistador por seus seguidores e praticantes.EDDY MARKS: Eles se beneficiaram tanto dos seus ensinamentos, de seus professores, que quando o encontram sentem o amor instalado em seus corações pelo guru que tanto os ensinou.LAWTON: O impacto de Iyengar no yoga e profundo e vasto. Em 2004 a revista TIME incluiu-o na lista das 100 pessoas mais influentes no mundo. O método dele e o mais ensinado nos EUA. Iyengar salienta o corpo físico como sendo a ponte para o espiritual. Os professores sênior avisam que a mensagem holística assim como o carisma pessoal de Iyengar tem um peso grande nesse processo de popularização. PATRICIA WALDEN: Ele e cheio de poder e vida e essa luz que esta nele e no entorno dele nos ilumina também. MANOUSO MANOS: Esse e o cara que iniciou a soltar as bolas no yoga no ocidente. Ele ainda não foi creditado propriamente como deveria. No momento em que ele atingiu o ocidente e inspirou todas essas pessoas o yoga virou esse tema tão relevante e explodiu em larga escala. LAXTON: Yoga e um grande negocio. De acordo com a pesquisa Harris mais de 16 milhões de americanos praticam yoga regularmente. Essa mesma massa despende três bilhões de dólares em aulas de yoga e produtos advindos da mesma. Cinqüenta anos atrás muito pouco se sabia de yoga nos EUA. Então alguns americanos ficaram sabendo de um guru na Índia que dobrava seu corpo em inúmeras formas e que alavancava benefícios físicos e espirituais com essas manobras. BKS (no vídeo): Yoga e a união do corpo com a mente e da mente com a alma. LAWTON: O Iyengar hoje com 87 anos de idade teve uma infância muito frágil e doente e com a pratica de 10 a 12 horas por dia tornou-se sadio e forte. Ele então iniciou as suas demonstrações e ensinamentos através de seus livros.Em 1966 Iyengar escreveu o seu clássico “ Light on Yoga” . Ele pesadamente embasou-se nas escritas de Patanjali que a dois mil anos atrás compilou a filosofia da yoga chamada Sutras. John Abbot, CEO da Yoga Journal diz que Iyengar fez acessível os ensinamentos de Patanajali para ocidentais. JOHN ABBOT: Existe um aspecto intelectual que advêm de seus ensinamentos que eu acho extremamente atraentes para um segmento inteiro da nossa sociedade pos 1960 que deixaram pessoas olhando para o Oriente em busca de algo novo algo iluminador. Mr. MARKS: O que ele fez com a yoga foi deixar esse ensinamento misterioso de forma revolucionaria acessível aos ocidentais. Ele deu dados concretos para serem analisados e experimentados através do corpo físico e então, a partir daí, a transformação da consciência para sua introjecao e entendimento. LAWTON: Iyengar inspira devoção de seus alunos que o chamam de Guruji, aquele que remove as escuridões. Na sua recente visita a America ele foi reverenciado em cada passo na visita da ocasião de seu novo livro “Light on Life”. Ele também tem a reputação de ser severo com seus estudantes dando correções bem fortes. JOAN WHITE: E sem duvida um choque quando você recebe uma dessas correções e tapas, mas esses mesmos sao muito educacionais. Nunca e feito com maldade, pois esse homem e puro amor e compaixão e dessa maneira ele demonstra essa afeição. LAWTON: Iyengar ensina que não existe separação entre o corpo e o espírito. Mr. IYENGAR: Pode um musico tocar sem o sei instrumento físico que o seu corpo? E você fala “ele toca lindamente, e espiritual”. Como voce pode dizer espiritual quando ele estava concretamente usando seu corpo e seu instrumento? Da mesma forma usamos o nosso corpo para equalizar a nossa mente e consciência. LAWTON: Ele enfatiza o alinhamento apropriado do corpo durante as posturas. Para aqueles que não conseguem essa realização ele criou o uso de blocos, cordas, almofadões e outros suportes. A postura correta e a respiração fluida criam um espaço interno de refinamento e graça, de silencio interno. MR IYENGAR: O estado mental sublime e harmônico e isso que o yoga nos fornece. LAWTON: Para muitos praticantes trata-se de uma experiência espiritual. JOHN SCHUMACHER: Quando uma pessoa leva a sua atenção mais e mais para dentro, esse foco deixa para trás os ruídos e demais sons que deixam a nossa mente tão ocupada durante todo o dia. Então e possível entrar num estado meditativo. Quando eu avanço mais profundamente na minha pratica eu chego nesses lugares mais profundos onde encontro algo que me toca espiritualmente e profundamente. Mr. WHITE: Essa disciplina diz que existe um infinito. Somos parte desse infinito e não nos limita sobre o que e ou quem e esse infinito. Diz que iremos encontrar o divino em nos de acordo com a nossa evolução na pratica. Para mim isso soou razoável e encontrei nisso muita verdade. LAWTON: Mas eles são rápidos em afirmar que não se tatá de religião. MS MARSK: E religioso não sendo religioso. Na mesma forma que orar e religião sem ser religião que meditar e religião sem ser religião. Você não diria que meditar e uma religião, não diria que orar e uma religião, mas são componentes das religiões. LAWTON: Iyengar diz que qualquer pessoa de qualquer religião pode praticar para investigar sua s[próprias crenças. A influencia do hinduísmo muitas vezes pode deixar as pessoas num estado afastado. Essa aula de Iyengar patrocinada por Yoga Journal iniciou com as invocações a Patanjali entoadas em sânscrito, a linguagem santa do hinduísmo. Também teve cantos para deuses hindus. MR SCHUMACHER: Ele e um praticante do hinduísmo e um brahman e essa e a cultura dele e a religião dele.Ele não aplica e prega  isso as pessoas . Alguns ritos são ritos devocionais e são todos livres para nao participar ate que sintam confortáveis ou não. LAWTON:     Conforme yoga se espalha pelo ocidente os praticantes debatem sobre em qual extensão as praticas espirituais devem ser enfatizadas. Muitos também afirmam que a moda da yoga e o aspecto comercial estão diluindo a pratica. Mr. ABBOTT: Creio que o desafio e continuar com o treinamento de professores qualificados que possam adaptar a yoga a nossa cultura fazê-la acessível e atrativa mas firmemente enraizada nos ensinamentos de Iyengar e outros gurus. LAWTON: Iyengar mesmo crê que a essência pura do yoga deve permanecer. MR IYENGAR: E tenho a certeza que a luz que foi acesa 50 anos atrás ira permanecer viva na America. LAWTON: Seus seguidores afirmam que o yoga definitivamente tornou-se parte da cultura americana. Datada de 06 de janeiro de 2006 episodio 919