Entendendo o Tendão Golgi para aprofundas-se nas posturas em Iyengar Yoga por Ray Long

O tendão de Golgi e um receptor sensorial localizado onde músculo e tendão se encontram. Ele detecta mudanças na tensão, no aumento de tensão e sinaliza o músculo para ele relaxar agindo como um quebrador de circuito que previne danos ao tendão quando a contração muscular e exagerada. Isso se contrasta com o fuso receptor que detecta mudanças na tensão e alongamento no corpo do músculo levando-o a se contrair. O tendão Golgi forma a base de um fenômeno usado na fisioterapia e por treinadores de esportes chamado de Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva, FNP. Na FNP você temporariamente contrai um determinado músculo que esta sendo alongado para estimular o tendão Golgi. Então o tendão Golgi sinaliza o músculo para o mesmo relaxar. Isso cria uma dicotomia no músculo e podemos entrar mais profundamente no alongamento dessa forma. Na fisiologia entende-se esse conceito por resposta relaxada. Isso pode parecer não razoável contrair um músculo que se quer alongar, entretanto, quando aplicado de forma sensata essa técnica dissolve bloqueios e aumenta a permanecia e experiência no asana em Iyengar. Para entender a técnica vamos tomar como exemplo o Janu Sirsasana: 1-1º leve o músculo a se alongar, isso estabelece em qual estagio de alongamento o mesmo se encontra e o ponto de alongamento onde o cérebro reconhece como sendo o ponto final. 2-Depois gentilmente contraia o músculo alvo. Nesse caso estamos focando os ísquios tibiais da perna estendida, e tentamos flexionar o joelho para criar uma contração nos ísquios tibiais. Acesse isso flexionando um pouco apenas o joelho e pressione o calcanhar no chão, isso levara a contração dos ísquios tibiais. 3-Contraia o músculo não mais do que 20% de sua forca máxima e segure por 8 segundos, relaxe e respire por um ciclo. 4-Agora contraia o músculo antagonista da parte frontal da coxa para levar o músculo alvo a um novo alongamento. Nesse caso contraímos o quadríceps para estender o joelho e vamos mais forte no alongamento dos ísquios tibiais.

Dicas e Cuidados:

1-Se você e novo no Iyengar Yoga passe alguns meses condicionando seu corpo antes de usar essas poderosas técnicas de alongamento. 2-Lembre-se de que o tendão Golgi existe para prevenir o tendão de uma lesão, mas sua habilidade de fazer isso e limitada. Nunca faca demais essa técnica e nunca contraia o músculo alvo mais do que 20% de sua total forca. 3-A forca gerada pela contração muscular segue para a articulação, isso chama-se forca reativa da articulação. Você deve sempre manter essas protegidas conservando o alinhamento apropriado nas posturas. Se você sentir dor nos ligamentos relaxe um pouco e diminua a intensidade. 4-Foque em um grupo muscular por vez e limite seu PNF a uma postura numa sessão de pratica. Não faca mais do que duas ou três repetições dessa técnica. 5-Sempre permita 48 horas de pausa antes de repetir essa técnica. 6-Sempre pratique sob a coordenação de um professor habilidoso.