Entendendo a inibição recíproca e aprofundando o equilíbrio nas extensões em Iyengar Yoga

Por Ray Long MD

O conceito de Yin e Yang de equilíbrio acontece em nosso corpo para instaurar um equilíbrio. Na anatomia esta presente onde uma articulação e sua forma determinam uma função. Considere uma vez mais o formato das articulações de quadril e ombros para entender esse conceito.

A biomecânica Yin e Yang.

Os músculos encontram-se em dois grupos distintos dependendo do que estamos fazendo. Por exemplo: o quadríceps e o agonista para estender o joelho. Os ísquios tibiais alongam o posterior da coxa e logo e o antagonista nesse caso. E ao contrario quando o joelho flexiona essas funções se invertem. Essa e a biomecânica Yin e Yang. Inibição recíproca – Yin Yang fisiológico Faz sentido que tenha um correspondente fisiológico Yin Yang para que o processo biomecânico como estender e flexionar tenha bom aproveitamento energético. Por exemplo: quando o agonista contrai o antagonista relaxa. Isso existe como a inibição recíproca que levara o músculo de um lado da articulação contrair e o outro relaxar para que o movimento de acomode. Podemos acessar esse reflexo de forma consciente para aumentar a qualidade nas posturas em Iyengar Yoga. Em Paschimotanasana o quadríceps alongando a parte anterior da coxa e o agonista e os ísquios tíbias antagonistas. Contrair o quadríceps sinaliza os ísquios tíbias para relaxarem e isso tudo acontece via medulo espinhal. O impulso nervoso que resulta da contração do quadríceps chama-se excitador e o impulso dos ísquios tibiais inibidor. Tente essa técnica para aprofundar as suas posturas através de uma forte contração dos quadríceps que estendem o joelho e note o relaxamento dos ísquios tibiais. Aplique isso em diferentes agonistas/antagonistas em outras posturas de yoga. Veja que existe uma vantagem biomecânica em seu alinhamento de ossos com essa técnica.