Combinando Biomecânica e a Fisiologia do alongamento para aprofundar a sua experiência nas posturas

Combinando Biomecânica e a Fisiologia do alongamento para aprofundar a sua experiência nas posturas em Iyengar Yoga Por Ray Long MD Aqui usamos Janu Sirsasana para ilustrar o alongamento dos ísquios tibiais movendo as combinações de suas origens e inserções e também usando as técnicas de inibição recíproca e o tendão de Golgi. 1-Use a forma genérica da postura para aplicar um alongamento moderado nos ísquios tibiais da perna esticada. Isso estimula o fuso dentro do músculo e surge um aviso para que esse músculo se contraia. 2-Flexione o joelho para aliviar esse estiramento soltando a inserção dele na parte inferior da perna. Segure essa posição por 2 ou 3 respirações ate que o músculo se acomode a um alongamento mais suave. 3-Agora que esse alarme de contração diminuiu contraia o quadríceps para alongar mais os ísquios tibiais desde a sua origem. Esse movimento da um sinal aos ísquios tibiais relaxarem haja vista o fator de inibição recíproca. 4-Agora pressione o calcanhar no chão através da contração dos ísquios tibiais. Isso aumenta a tensão muscular perto do tendão e o tendão de Golgi dispara um aviso para que os ísquios tibiais relaxem. 5-Contraia o quadríceps para alongar o joelho e levar a inserção dos ísquios tibiais para longe de sua origem. Alongando o joelho você quebra a ação criada pela resposta de relaxamento. Contraindo o quadríceps cria-se uma inibição recíproca relaxando ainda mais os ísquios tibiais. O psoas gira a pelve para frente movendo os ísquios tibiais para longe de sua inserção. Flexionando os cotovelos através da contração do bíceps dobre o tronco para frente aumentando seu engajamento na postura.